O que esperar do Ano Novo?

Todo ano é a mesma coisa. Chega-se ao seu final e espera-se que o próximo seja diferente, repleto de boas notícias. Mas nem sempre isso acontece. Por que será?

“Quem espera sempre alcança”, já diz o ditado enganoso. E talvez porque ficamos sempre esperando é que nada acontece. Não sou um grande adepto da paciência, mas nem por isso costumo agir por impulso. O problema é que tem muita gente que espera demais, ou espera que o outro faça, e muitas vezes nada de novo acontece.

O final do ano é a data do balanço. Colocar os prós e os contras numa balança faz parte de nossa cultura. Podemos chegar ao último dia do ano e dizer: “Realizei a maioria das coisas que planejei” ou posso também reclamar: “Este ano não foi bom, porque não tive sorte”.

Se desconsiderarmos o ano de 2020, por causa da pandemia, o que fizemos de positivo ou de diferente em outros anos? Talvez nada. Talvez também porque ficamos esperando de braços cruzados por uma novidade, por um lance de sorte. E aí chegamos ao final do ano mais uma vez “esperando” que algo de bom aconteça no próximo.

Todo ano novo parece uma segunda-feira, mas não porque seja um dia de trabalho ou de preguiça, e sim porque toda segunda-feira iniciamos novos projetos, ou pelo menos dizemos que vamos iniciá-los. Conheço muita gente que deixa para começar um novo projeto na segunda, porque na quarta já é meio de semana. Assim também pessoas deixam seus sonhos e projetos para o ano seguinte, afinal agosto, setembro ou outubro já não há mais tempo para realizações.

E assim vamos vivendo e fingindo que a sorte não está ao nosso lado, que alguém tomou a nossa vaga no concurso, que o tempo foi escasso, que uma semana doente nos fez desistir, ou que fomos obrigados a adiar os planos.

Em 2021 tudo vai ser diferente. O emprego esperado. O relacionamento perfeito. O casamento. A viagem dos sonhos. O ingresso na faculdade. O mestrado. E assim vamos acreditando que a nossa felicidade está num futuro próximo, e não enxergamos que a cada passo que não damos, o objetivo dá um passo à frente se afastando de nós. Nesse ritmo, nunca o alcançaremos, porque estamos constantemente esperando…

É lógico que as pessoas são diferentes, e precisamos respeitar o ritmo de cada um. Só que o tempo é cruel, ele não espera! Ele caminha a passos largos, corre e até voa, principalmente quando deixamos a vida nos levar.

Portanto, não esperemos que o ano seja novo, mas que nós sejamos a inovação. Que 2021 seja um ano diferente, não porque a pandemia poderá acabar, mas sim porque vamos parar de esperar pelo o que o outro vai fazer, ou quem sabe esperar a chuva parar, o sol sair ou um evento externo acontecer.

Vou fazer uma previsão para 2021! O ano novo vai ser bom, especialmente para aqueles que irão à luta e sabem que nada de novo acontecerá se nada de novo fizerem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: