Por que transformar desejos em necessidades?

De imediato precisamos entender o que é um desejo e o que é uma necessidade. Desejar é querer algo, podendo ser um objeto ou não. Posso desejar um carro, uma casa, um celular ou ocupar um cargo, obter o título de mestre ou doutor, até quem sabe ser o prefeito da minha cidade. Desejos mudam com o tempo, ou seja, o que eu desejava há cinco anos, talvez não tenha mais vontade em ter hoje.

Já quando falamos em necessidade, pensamos em algo mais sério e que não podemos evitar. É realmente necessário! Dormir, alimentar-se, ter um lugar como moradia, ter saúde, tudo isso é imprescindível. A necessidade nos faz mover, movimentar, caminhar em busca de algo que necessitamos.

Para quem já estudou Marketing, compreender os conceitos de desejo e necessidade, é primordial para o entendimento da disciplina. Mas mesmo quem nunca estudou consegue entender o que significam. Um dos exemplos mais utilizados é a sede. Estou com sede, tenho necessidade de ingerir algum líquido. Se é necessidade, posso tomar um copo com água, se é desejo, posso tomar um refrigerante. Posso sentir fome e saciá-la comendo um pão (necessidade) ou posso matá-la com um pedaço de pizza (desejo).

Diante do exposto, por que precisamos então transformar nossos desejos em necessidades? Sócrates dizia a Agaton, no Banquete de Platão, que o amor é o desejo e que “todos aqueles que experimentam desejo, o experimentam por algo que não está disponibilizado ou presente”. Sendo assim, só desejamos o que não temos ou o que não somos. Caso contrário, não desejaríamos. Dessa forma, sempre vamos desejar algo, porque nunca vamos ter ou ser tudo.

Nesse sentido, o desejo é fugaz, efêmero, porque pode mudar, como dito antes. E a necessidade? A necessidade é mais forte, duradoura e precisamos dela para seguir vivendo. A ideia do Marketing é atender a todos, tanto quem necessita quanto quem deseja. Porém, transformar o desejo em necessidade é um dos grandes objetivos do Marketing, se não o maior. Por que o Marketing faz isso? Porque o desejo passa, mas a necessidade não. Matar a sede com um copo de água é mais barato que matá-la com um copo de refrigerante ou qualquer outra bebida, concordam? No entanto, o Marketing nos mostra o contrário, que comprar o refrigerante pode ser mais importante ou prazeroso que beber a água.

Na vida, também precisamos agir como o Marketing, ou seja, transformar desejos em necessidades. O desejo de cursar uma faculdade pode ser momentâneo, mas se transformarmos em necessidade, ele tomará forma, se tornará um projeto, um objetivo e nos moveremos com mais empenho para alcançá-lo. Imaginemos um sujeito que foi aprovado no vestibular em uma faculdade particular e vendeu seu único computador para poder pagar a matrícula. Em seguida, participou do processo seletivo para conseguir o FIES e obteve êxito. Hoje está formado e advogando. Essa pessoa encarou o curso superior como desejo ou necessidade? Certamente o curso era necessário para ele, porque se fosse um desejo talvez tivesse mudado de opinião ou ideia.

Trocar o desejo por necessidade vai fazer com que foquemos mais no objetivo, que levemos ele mais a sério, simplesmente pelo fato de que a nossa motivação se tornará um combustível mais poderoso para o alcance do desejo, agora não mais desejo, e sim necessidade. Que nossos sonhos possam se tornar realidades, ao transformarmos desejos em necessidades!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: